Pages Menu
FacebookTwitterInstagramInstagram
Categories Menu

Gostinho (bom) de uma infância não vivida

Publicado por em 18 out, 2018 em Destaques, EVENTOS | 1 comentário

Gostinho (bom) de uma infância não vivida

Para mim, a grande verdade do gastrônomo se mantém viva a partir do momento em que ele consegue tocar o coração (e o estômago) do comensal (ou “o escolhido para degustar o prato”), ainda que esse não tenha a mínima relação afetiva com o alimento que está prestes a degustar. A culinária portuguesa, sobretudo a doçaria, já faz parte da memória brasileira de alguma forma e seria utopia imaginar que a afinidade com esses sabores vem por mero acaso. Afinal, foi com a influência dos colonizadores que alguns doces de padaria brasileiros surgiram, esbanjando açúcar e ovos em sua composição, bem como os clássicos lusitanos. Ainda que essas delícias não tenham feito parte da minha infância, hei de admitir: as mamas portuguesas sabem tocar com afeto qualquer pessoa que vá degustar seus pratos.

Carioca de limão, pão com manteiga na chapa, pastel de nata, Galão e Caquinho na Esquina

Isso para dizer que em minha saborosa missão de conhecer lugares em São Paulo, uma das últimas paradas foi a Padaria da Esquina, do chef português Vitor Sobral e do empresário Edrey Momo, na Alameda Campinas (Jardins). E não há prazer mais reconfortante quando a visita supera a expectativa, que já era das grandes, dada a fama do local e de seus propulsores. “Ora, pois” que estou a um fio de dizer que o lugar faz total jus ao slogan de melhor padaria da cidade. Além do cardápio completo de quitutes típicos, o espaço é super aconchegante (áreas interna e externa) e com ótimo atendimento.

Os preços são acessíveis demais! Por apenas R$7,90 você come o melhor pastel de nata (acima), com recheio cremoso e quentinho, gostinho de canela e massa folhada que derrete na boca. É uma sem vergonhice sem fim! Não poderia deixar de sair desse quase brunch sem provar seu tradicional bolinho de bacalhau (abaixo). Com a pimentinha da casa, é para ficar na vontade de voltar e pedir mais. A verdade é que na Padaria da Esquina, o mais simples pão na chapa foi pensado para ficar na memória. No pão de batata doce, com manteiga suficiente e tostado na medida certa, o clássico de café da manhã pode ser sinônimo de verdadeira esbórnia.

Além do bolinho, tem folhado de bacalhau, coxinha da Esquina e outras delícias para petiscar. No cardápio de café, pães d’água, pão com chouriço, folar (recheado de embutidos), ovos estrelados, sandes, tostas e tibornas. Para o almoço, Bitoque, bacalhau com natas ou com migas são destaques da Esquina. Entre os doces, divididos entre “do padeiro”, “do cozinheiro” e “do pasteleiro”, tem broa castelar, folhado do Porto com chocolate, pudim abade de priscos, toucinho do céu, rabanada e pastel de feijão, além dos bolos da avó. Os menus especiais são para compartilhar e levam quem experimentar uma viagem por regiões de Portugal.

A Padaria da Esquina é aquele ambiente em que você vai pela manhã pensando em voltar à noite. Aberto até tarde, fora da rota bombada dos restaurante do bairro, o local é perfeito para tomar um bom vinho português, petiscar alguma iguaria portuguesa e bater um papo com os amigos. O lugar também conta com um empório cheio de achados culinários de dar água na boca, produzidos na padaria ou fora dela. Para levar, de autoria da casa, indico a bolachinha Areia de Cascais, que é sinônimo de pura umidade; um verdadeiro carinho na alma.

 

Padaria da Esquina – São Paulo

Aberta todos os dias, das 7h às 22h. $

Alameda Campinas, 1630

Tel. (11) 2387-0149

padariadaesquina.com

1 comentário

  1. Delícias de Portugal ! Adoro o pastel de nata e pão na chapa.

Deixe uma resposta