Pages Menu
FacebookTwitterInstagramInstagram
Categories Menu

POR QUE ESCREVER SOBRE COMIDA?

Publicado por em 4 dez, 2017 em Destaques, GASTRONOMIA | 0 comentários

POR QUE ESCREVER SOBRE COMIDA?

(texto escrito em 11.01.17)

Ao caminhar hoje em direção ao MAC (Museu de Arte Contemporânea de Niterói) parei para fazer uma foto, foi quando observei e pensei. Como a arte é bela, em todas as suas dimensões, seja ela de origem arquitetônica, fotográfica, plástica, musical, teatral, literária!

A gastronomia assim também é, entretanto conta com um fator que a diferencia bastante das demais, a efemeridade. O prato de comida não só tem prazo de validade, como possui a intenção de tê-lo. Nasceu para ser comido, apreciado, digerido, absorvido e dispensado para voltar à natureza de onde veio.

O único recurso que salva a efemeridade da arte gastronômica é exatamente seu registro através dos inúmeros recursos que provém dessas tais outras artes. O texto ou a imagem que, portanto, gravarão a memória de determinado ingrediente ou preparação são de fundamental importância para que o mesmo cumpra sua função não só de alimentar, mas de informar e ser instrumento de transformação social.

Para mim, escrever sobre comida é uma forma de perpetuar aquilo que, na realidade, é efêmero. E, por esse motivo, se torna mais preocupante do que qualquer outra arte que usualmente tem um fim na própria arte. Acredito que mais importante que escrever sobre o tema, seja, portanto, como fazê-lo.

Escrever sobre comida é tão delicado quanto manusear o alimento. É preciso pensar, além do que nos move a escrever sobre o tema, para quem escrevemos e o quanto a mensagem pode influir de diferentes maneiras no cotidiano de quem a recebe. Em resumo, o poder que o texto sobre comida tem é tão relevante quanto a própria comida. Como comunicadores, temos que fazer uma escolha de ordem individual para que a informação seja tão acessível ao coletivo quanto a própria comida deve ser.

Da mesma forma que a comida gera sensações, informa e transforma determinado ambiente ou pessoa, escrever sobre o assunto traz todos esses aspectos à tona. A forma como se executa o texto e o enfoque escolhido para abordagem são decisivos na transmissão da mensagem, podendo funcionar como instrumento de inclusão ou exclusão do público leitor/consumidor.

Atividade desenvolvida para o Curso de Extensão em Jornalismo Gastronômico, da FACHA-RJ, com a jornalista Juliana Dias.

Deixe uma resposta