Pages Menu
FacebookTwitterInstagramInstagram
Categories Menu

Sálvia, como e onde usar

Publicado por em 22 jan, 2016 em Destaques, GASTRONOMIA | 0 comentários

Sálvia, como e onde usar

Apesar de menos conhecida que as ervas em geral, a sálvia vem ganhando mais espaço, isso graças à incrível difusão da arte gastronômica nos últimos tempos. Ela pode ser usada tanto fresca como desidratada, forma que facilita bastante seu dia-a-dia e você pode fazer em casa.

Ainda que prefira as ervas frescas, acho a técnica de desidratação providencial, sobretudo na hora de viajar e levar os próprios temperos. Além de ser uma boa opção de presentinho para os amigos que adoram cozinhar, mas não tem tempo ou espaço para cultivar os próprios temperos.

Foto: Pedro Trotta

Sobre a desidratação. pesquisei alguns métodos na Internet e o que me pareceu mais natural e agradável foi o mais simples: pendurar as ervas com um barbante amarrado aos seus galhos, até elas secarem completamente. Apesar de ser o mais demorado, é o que demanda menos esforço e recursos. Isso porque é só você largar a erva suspensa e esperar.

Você pode amarrar seu ramo em qualquer ambiente (de preferência não tão úmido) e, de três a quatro semanas, toda sua erva estará desidratada. Basta cortar as folhas com uma tesoura limpa, picota-las até atingir o tamanho desejado e armazenar as mesmas em um vidro esterilizado com tampa.

Foto: Pedro Trotta

A sálvia é uma erva de sabor único e refrescante. Ela é muito utilizada nas cozinhas clássicas, mais na italiana do que na francesa. A erva acompanha bem carnes, como porco, pato, peru e frango, grãos e ovos, além de queijos e legumes, como a abóbora. Também vai bem nas massas, como o famoso nhoque com manteiga de sálvia. Para isso, a ela deve ser adicionada à manteiga ainda derretendo para liberar o máximo do seu sabor.

Lembre-se sempre de optar pelas plantas orgânicas! A minha é e eu ganhei já há algum tempo da querida Sônia Campos, presidente do Convívio Slow Food Piracaia. Desde então, a sálvia só tem vingado. É legal saber que a erva também tem fortes propriedades medicinais. Você pode ler mais nesse texto do site Bolsa de Mulher, basta clicar no link.

Deixe uma resposta