Pages Menu
FacebookTwitterInstagramInstagram
Categories Menu

Mine vaganti

Publicado por em 4 nov, 2015 em Destaques, FILMES | 0 comentários

Mine vaganti

Uma das vezes em que procurava filmes com o tema Gastronomia, encontrei Mine Vaganti (O primeiro que disse, na tradução em português). E ainda que não fosse o mais específico sobre o tema, me chamou muita atenção a história e também o fato de ser um filme italiano.

Apesar de as quase duas horas de filme não contarem com grandes preparações gastronômicas, boa parte da história se desenrola ao redor do negócio da família dos Cantones, uma fábrica de massas. Além disso, as tradicionais reuniões italianas ao redor da mesa é prato cheio para quem acredita que o momento da refeição não se resume ao ato de comer.

E é exatamente em uma dessas ocasiões que o filho Tommaso (Riccardo Scamarcio) decide contar aos familiares sobre sua opção sexual. O que nem ele mesmo esperava era que o irmão Antonio (Alessandro Preziosi), que sabia do anúncio planejado, fosse ser o primeiro a dizer…

É a partir daí que a história toda se desenrola: Tommaso tem que assumir a fábrica no lugar do irmão deserdado, prezar pela saúde do pai enfartado, lidar com a filha do novo sócio da empresa (Alba, Nicole Grimaudo), além de ter a surpresa de receber os amigos gays na casa de uma típica família conservadora da Itália.12109286_914117285370422_4864877728604836522_n

Em paralelo, permeando toda a trama, está a história da chefe da família, a avó (Ilaria Occhini), que relembra sua história de amor mal resolvida, por meio de flashes do dia de seu casamento.

zzmine22

A trilha sonora do filme é muito boa e pode ser ouvida inteirinha no link do Youtube. Mas não tenha dúvida, a música que rege a trama é uma só: 50mila, da cantora Nina Zili. É mesmo viciante!

Mine vaganti (2010), do diretor Ferzan Özpetek, é um drama salvo pelo bom-humor e pelo romance, dos pelos personagens do filme em cenas únicas. Vale a pena ver esse filme, para todos e para a vida!

12816_1_screenshot

Deixe uma resposta